A American Heart Association é a maior e a mais antiga organização voluntária dos Estados Unidos, cuja política de atuação tem como objetivo a investigação, formação e a prevenção das doenças cardiovasculares e acidentes vasculares cerebrais.

Foi fundada por seis cardiologistas em 1924 e desde então aumentou o seu número de elementos até, atualmente, incluir mais de 22,5 milhões de voluntários e colaboradores. Dentro do programa de atuação da organização, parte das ações desenvolvidas estão diretamente relacionadas com o financiamento de investigação, defesa de políticas públicas de saúde e disponibilização de informação de ferramentas que permitam salvar vidas e/ou melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

A principal missão da AHA é ajudar a implementar hábitos de vida saudáveis, livres de doenças cardiovasculares e de acidentes vasculares cerebrais. O fundamento principal é a melhoria de vida de todos os cidadãos, promovendo uma educação em saúde pública.

A AHA é líder mundial na formação em educação em RCP, para além de ajudar as pessoas a compreender a importância das escolhas de estilo de vida saudáveis, fornece diretrizes de tratamento baseadas em evidências científicas para os profissionais de saúde, garantindo uma melhoria de saúde das comunidades.

O objetivo da AHA até 2020 é desenvolver projetos, estabelecer estratégias e promover hábitos que contribuam para a melhoria da saúde cardiovascular em 20%, e reduzir as mortes por doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral em 20%.

O SRPCBA como Centro Internacional de Treino da American Heart Association

A ligação do SRPCBA à American Heart Association teve início no ano de 2007, através de uma parceria com um Centro de Treino AHA português; tendo desenvolvido, até ao ano de 2012, inúmeras ações de âmbito regional, através da modalidade de cooperação entre entidades,.

Em 2013, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores iniciou os contatos e procedimentos necessários para se tornar um International Training Center da American Heart Association. Após submissão de candidatura, e por cumprimento de todos os requisitos padronizados e definidos por este organismo internacional, foi assinado o Training Site Agreement que tornou o SRPCBA o 5º Centro Internacional de Treino da AHA em Portugal.

Atualmente o SRPCBA é certificado nas seguintes tipologias de Formação:

  • SBV-D Familiares & Amigos (Comunidade Educativa);
  • Primeiros Socorros;
  • Primeiros Socorros com SBV-D;
  • Instrutores de Primeiros Socorros com SBV-D Leigos;
  • SBV-D Leigos;
  • Instrutores de SBV-D Leigos;
  • SBV-D Profissionais de Saúde;
  • Instrutores de SBV-D Profissionais de Saúde;
  • Suporte Avançado de Vida Cardiovascular;
  • Instrutores de Suporte Avançado de Vida Cardiovascular;
  • Suporte Avançado de Vida Pediátrico (processo de credenciação).

Em termos estatísticos, o quadro 1 e figura 1 descrevem o número de cursos da American Heart Association ministrados pelo SRPCBA.

Quadro 1: Total de cursos da American Heart Association ministrados pelo SRPCBA por ano.

Figura 1: Gráfico representativo do total de cursos da American Heart Association ministrados pelo SRPCBA por ano.

Quadro 2: Total de cursos por tipologia de formação da American Heart Association ministrados pelo SRPCBA por ano.

Figura 2: Total de cursos por tipologia de formação da American Heart Association ministrados pelo SRPCBA por ano.

 

Projetos

Em termos formativos, e aproveitando o Programa da AHA SBV-D Familiares e Amigos, o SRPCBA no ano de 2016 desenvolveu inúmeras acções destinadas aos cidadãos. De realçar o Projeto SBV-D Comunidade Educativa; procurando difundir a missão de que “cada um pode fazer a diferença e salvar uma vida”. O principal objetivo deste programa é transmitir, ao maior número possível de alunos e cidadãos, os conhecimentos teóricos e práticos que lhes permitam atuar numa situação de Paragem cardiorespiratória num Adulto, Criança e Bebé. Esta ação aborda, igualmente, as manobras que devem ser efetuadas, aquando de uma obstrução da via aérea, bem como transmite os princípios básicos de utilização de um Desfibrilhador Automático Externo.

A formação da American Heart Association tem-se revelado uma mais valia para a implementação do Plano Regional de Desfibrilhação Automática Externa. Em 2012 existiam na Região Autónoma dos Açores cerca de 18 operacionais de DAE. Atualmente, este número é de 725, demonstrando uma capacitação da totalidade dos elementos dos Corpos de Bombeiros da RAA, integrando de forma efetiva o referido Plano Regional.