Ciclones

Os ciclones, ou depressões, são áreas de pressão baixa em torno das quais o vento sopra no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio no hemisfério norte e no sentido do movimento dos ponteiros no hemisfério sul. O sentido da rotação é consequência direta do efeito de Coriolis, que reflete a rotação da Terra.

Este tipo de depressões podem atingir alguns milhares de quilómetros de diâmetro e serem tão profundas quanto a troposfera (camada mais baixa da atmosfera, com cerca de 10 km de espessura). Com um mínimo de pressão no centro, este fenómeno apresenta uma circulação ciclónica, daí a origem do nome.

O ciclone pode ser de dois tipos: tropical ou extratropical. Os ciclones tropicais, como por exemplo os furacões, formam-se na cintura tropical, onde se deslocam geralmente, ocorrendo com maior frequência na parte ocidental das regiões tropicais dos oceanos Atlântico e Pacífico, no hemisfério norte. Os ciclones extratropicais, embora muito menos violentos do que os ciclones tropicais, são maiores, duram mais tempo, ocorrem mais frequentemente, principalmente nas latitudes médias elevadas, e afetam o estado do tempo em áreas muito mais vastas.
Os ciclones tropicais, potencialmente mais devastadores, provocam, muitas vezes, velocidades sensacionais do vento e precipitações muito intensas. A palavra ciclone, como se constata, não pressupõe, necessariamente, a ocorrência de uma grande tempestade. Consiste, isso sim, em um fenómeno comum (depressão) que, na sua manifestação mais intensa, se pode tornar devastador (furacão).

Medidas de Autoproteção

Antes:

  • Tem sempre à mão um rádio portátil, uma lanterna elétrica e pilhas de reserva, bem como um estojo de primeiros socorros;
  • Ajuda o teu pai a reforçar os telhados, portas e janelas;
  • Alerta os teus pais para desobstruírem o sistema de drenagem à volta da casa;
  • Guarda todo o equipamento solto do jardim e o caixote do lixo;
  • Diz aos teus pais para ancorarem o seu barco ou para o mudar para uma área mais segura;
  • Lembra aos teus pais para manterem o depósito de combustível do carro cheio;
  • Lembra aos teus pais de terem um seguro da casa e respetivo recheio.

Durante:

  • Mantém-te calmo e procura acalmar as pessoas que estão contigo;
  • Segue as instruções que forem transmitidas pela rádio;
  • Fica dentro de casa, afastado das janelas e das portas;
  • Se tiveres de sair de casa, desliga a eletricidade e fecha o gás;
  • Afasta-te das áreas baixas junto à costa, porque podem ser varridas pelas marés;
  • Não andes de barco;
  • Se estiveres fora de casa, procura abrigo imediatamente.

Depois:

  • Depois de ter passado a tempestade, afasta-te das áreas sinistradas. O telefone só deve ser usado em caso de emergência;
  • Segue as instruções que forem difundidas pelas autoridades.