SRPCBA

Formação especializada da Proteção Civil chega a 1.000 formandos nos primeiros quatro meses deste ano

  • 12, Maio de 2018

O Secretário Regional da Saúde destacou hoje, na Horta, a preparação exemplar das equipas de salvamento dos bombeiros voluntários e elogiou as associações pela aposta em formação especializada para os diferentes tipos de socorro.

“Há um trabalho de retaguarda exigente e de longa duração para preparar as diferentes equipas de intervenção que nem todos conhecem e que deve ser lembrado”, afirmou Rui Luís, à margem da abertura da Exposição de Meios da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial, no âmbito das comemorações do seu 106.º aniversário.

Rui Luís adiantou que a aposta do Serviço Regional de Proteção civil e Bombeiros dos Açores, nesta área, nos primeiros quatro meses deste ano resultou em 21 ações de formação, com um total de 1.000 formandos.

A Exposição de Meios, patente em frente ao Quartel da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial, contou com a presença do Grupo Cinotécnico de Busca e Salvamento, do Grupo de Salvamento Aquático e da Equipa de Salvamento em Grande Ângulo, e incluiu a realização de um curso de 'Mass Training' em Suporte Básico de Vida.

Na ocasião, o titular da pasta da Proteção Civil salientou que há equipas especializadas em toda a Região, em diversas áreas distintas, para além do combate a incêndios e da emergência médica.

“Independentemente da natureza das ocorrências, nunca é demais frisar que, em permanência, ano após ano, há um conjunto de meios humanos e recursos técnicos que estão em constante alerta e que esse facto traz custos e empenho profissional” afirmou Rui Luís.

O corpo de bombeiros do Faial interveio em cerca de 2.500 ocorrências de várias naturezas em 2017, numa média de duas centenas por mês.

Rui Luís salientou ainda que a Região tem atualmente ao seu dispor 848 bombeiros e 281 viaturas para atender às ocorrências e situações de emergência médica.

 GaCS/ MS

Imprimir