SRPCBA

Proteção Civil dos Açores reforça, em 2019, formação de bombeiros com enfoque para equipas de busca e resgate em estruturas colapsadas

  • 21, Dezembro de 2018

O Secretário Regional da Saúde apresentou hoje, em Angra do Heroísmo, as novidades do Plano de Formação do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, destinado à formação de bombeiros e outros agentes da Proteção Civil.

“Para o próximo ano decidimos reforçar a formação, numa aposta que nos permite manter os níveis de qualificação e acrescentar outras competências aos corpos de bombeiros, nomeadamente com a introdução de uma nova formação a equipas de busca e resgate em estruturas colapsadas”, salientou Rui Luís.

O Secretário Regional, que falava à margem do balanço do Programa de Formação de Bombeiros de 2018 e da apresentação do Plano de Formação de Bombeiros para 2019, frisou que a formação dos bombeiros, da sociedade civil e de agentes da Proteção Civil é um eixo primordial para a segurança efetiva das populações.

Para a implementação do curso de busca e resgate em estruturas colapsadas foram já preparados quatro elementos da Proteção Civil, que adquiriram formação na Universidade do Texas, nos EUA.

O objetivo final será a criação de nove equipas especializadas, uma por cada ilha do arquipélago, e duas brigadas de intervenção em busca e resgate, em São Miguel e na Terceira.

Para o Secretário Regional, este exemplo de formação especializada e orientada para as corporações demonstra bem um dos “requisitos essenciais” para os bombeiros açorianos levarem a cabo a sua missão. 

“A herança histórica diz-nos que, em ilhas suscetíveis à ocorrência de catástrofes, tanto maior será a redução de danos quanto maior for a preparação dos bombeiros e das populações e, por isso, nunca é demais o investimento neste setor”, salientou.

O titular da pasta da Proteção Civil reiterou que o Plano de Investimentos para 2019 prevê a aquisição de equipamentos para os bombeiros atuarem em estruturas colapsadas, nomeadamente em situações de sismo.

No balanço da formação ministrada a bombeiros em 2018, o Presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores revelou que foram realizadas 114 ações, abrangendo mais de 1.100 formandos.

Foram ministradas ações para tripulante de ambulância de socorro e de transporte, salvamento e desencarceramento, e combate a incêndios.

Carlos Neves adiantou que, no próximo ano, haverá um aumento do número de cursos destinados às corporações, prevendo-se um total de 125 ações de formação.

O SRPCBA levou também a cabo, no último ano, mais de uma centena de outras formações e ações de sensibilização, no âmbito da formação a profissionais de saúde, dos clubes de proteção civil, dos cursos de suporte básico de vida e da formação a agentes da proteção civil local.

“A Proteção Civil não deve ser encarada como um reduto exclusivo da governação, ela deve ser encarada como um ato de cidadania e de responsabilidade partilhada”, sublinhou o Secretário Regional.                                 

GaCS/MS

Imprimir