SRPCBA

Centro de Formação da Proteção Civil dos Açores é o primeiro local do país onde o curso de controlo de Flashover - nível 2 pode ser ministrado

  • 16, Julho de 2019

A Secretária Regional da Saúde destacou hoje, em Angra do Heroísmo, que o Centro de Formação de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (CFPCBA) “é o primeiro local do país com um cenário certificado” com capacidade para o ‘Curso de Controlo de Flashover - nível 2 ser ministrado.

Com esta certificação, “estas formações poderão ser feitas a nível nacional no nosso Centro de Formação”, explicou Teresa Machado Luciano. Este é um trabalho que surge no âmbito de uma parceria com a Escola do Regimento Sapadores Bombeiros de Lisboa (RSBL), detentora de formadores certificados na área de incêndios urbanos com fenómenos extremos.

A titular da pasta da Saúde falava aos jornalistas, no CFPCBA, após acompanhar a formação de formadores do curso de Flashover que está a decorrer durante 10 dias, até 26 de julho. Trata-se de uma iniciativa pioneira na Região que está a ser ministrada a oito elementos, por dois formadores da Associação Nacional de Sapadores Bombeiros (Brasil).

“Os cursos de flashover já são realizados desde 2015 nos Açores”, lembrou Teresa Machado Luciano. Contudo, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) até agora não dispunha de formadores para ministrar estas ações.

Deste modo, o SRPCBA adquire capacidade para, de forma independente, dar formação de controlo de fenómenos extremos de incêndios urbanos “a todos os elementos da Região”, através do ‘Curso de Controlo de Flashover — níveis 1’.

Os flashover são fenómenos térmicos passíveis de ocorrer maioritariamente em incêndios em edifícios. Estes fenómenos são acompanhados de condições de desenvolvimento muito específicas, conduzindo a uma rápida evolução e progressão das chamas e gases combustíveis, afetando não só os compartimentos e bens, mas também os próprios bombeiros pela elevada radiação e pressão que geram.

Teresa Machado Luciano salientou, por outro lado, que a aposta neste curso é “importante”, permitido que os bombeiros da Região estejam “mais preparados para combater incêndios urbanos”, além de conseguirem atingir um melhor desempenho e capacidade operacional.

Por outro lado, a certificação do Centro de Formação de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores comprova que o espaço é detentor de ótimas condições para a realização de exercícios com fogo real, através dos seus cenários idealizados de acordo com as necessidades existentes na Região.

Desde 2017 e até ao presente, já foram ministrados, no Centro de Formação de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, cerca de 80 cursos em várias áreas, envolvendo perto de 1000 formandos.

GaCS/SRPCBA

Imprimir